O Procedimento da Harmonização Facial deu Errado? E Agora?

O Procedimento da Harmonização Facial deu Errado? E Agora?

A Aplicação Errada da Harmonização Facial Pode dar Problemas?

Quem nunca se olhou no espelho e desejou modificar algo que acredita estar em desarmonia com o resto do rosto?

Seja para deixar a face com uma aparência mais jovem e natural ou até mesmo para corrigir alguma imperfeição, o procedimento facial se tornou uma técnica estética queridinha dos famosos e caiu no gosto de muitos brasileiros.

A harmonização facial consiste numa técnica em que se utilizam vários procedimentos estéticos para melhorar a harmonia dos traços faciais.

O objetivo é amenizar marcas de expressão e preencher áreas que, com o tempo, tornaram-se flácidas Para tanto, são usadas substâncias como ácido hialurônico, toxina botulínica e lazer.

A harmonização facial é um método que, quando realizado com eficácia, proporciona satisfação, pois, por meio de uma adequada aplicação no rosto do paciente, o resultado fica surpreendente.

Entretanto, em alguns casos, a harmonização facial pode dar errado e o indivíduo ficar insatisfeito, arrependendo-se da técnica e desejando a retirada da substância aplicada no rosto.

Assim, surge a dúvida: é possível fazer correção quando a harmonização facial der errado?

Se você ficou curioso para saber se é possível reverter o procedimento facial, continue acompanhando nosso artigo!

 

Harmonização facial deu errado? Saiba como reverter o procedimento

A harmonização facial deu errado? E agora? Mantenha a calma, pois o profissional consegue sim reverter o procedimento. Isso é possível a partir da aplicação de uma enzima denominada hialuronidase.

Tal substância não é invasiva e prejudicial à saúde, uma vez que o nosso próprio corpo a produz. Portanto, pode-se injetá-la em qualquer área do rosto e aguardar sua ação em até 24 horas.

 

O que é a enzima hialuronidase?

A enzima hialuronidase tem a finalidade de “quebrar” a substância aplicada na face do paciente, de modo a reverter seus efeitos.

Mas é importante frisar que a hialuronidase funciona, apenas, em aplicações feitas com ácido hialurônico, ou seja, naqueles preenchimentos de harmonização facial realizados com toxina botulínica, peeling ou laser, ela não tem eficácia.

A composição atua de maneira simples e rápida, haja vista que reverte completamente a aplicação do procedimento facial.

No entanto, a depender da quantidade de ácido hialurônico injetado, é necessária mais de uma aplicação de hialuronidase.

O tratamento com a injeção de hialuronidase é praticamente indolor e indicado somente para aqueles pacientes que se sentem insatisfeitos com o resultado adquirido na harmonização facial.

Vale ressaltar que, para remover o procedimento facial realizado utilizando a hialuronidase, é preciso optar por um bom profissional, que seja de confiança.

Então, caso você esteja insatisfeito com a harmonização facial executada, saiba que não há limite de idade para retirá-la.

É muito importante lembrar, também, que a remoção completa da harmonização facial varia de paciente para paciente, sendo assim, não existe um período determinado para que ocorra a eliminação total da substância aplicada.

 

Quais os riscos de fazer harmonização facial?

Há vários riscos e efeitos colaterais que os pacientes podem sofrem ao optar por realizar a harmonização facial.

Os mais comuns ocorrem quando o método é desenvolvido por algum profissional que não seja capacitado para efetuar a técnica. Também é possível que o paciente desenvolva alguma infecção, reação alérgica ou, em casos graves, necrose do tecido.

É importante lembrar que este último caso ocorre somente quando é aplicada uma quantidade excessiva de preenchimento facial de uma única vez.

O profissional escolhido para fazer a harmonização facial precisa ter pleno conhecimento da face do paciente e analisar milimetricamente a região onde será aplicada a substância, pois, em determinadas áreas, há nervos e artérias.

Assim, quando o preenchedor é aplicado de modo errôneo, podem ser provocadas sérias complicações.

Portanto, mantenha-se atento e evite fazer o procedimento de harmonização quando:

  1. Estiver gripado, ou com sintomas de sinusite, coriza;
  2. Estiver realizando tratamento dentário;
  3. Queira ser aplicada uma quantidade muito grande da substância no  mesmo dia;
  4. Estiver grávida ou possuir doenças autoimunes.

Além disso, é claro, procure um profissional qualificado. Esses cuidados devem ser minuciosamente levados em consideração para evitar qualquer dano à saúde.

Quem pode realizar o procedimento facial?

Segundo especialistas, a técnica da harmonização facial pode ser realizada por todos aqueles que desejarem, portanto, não há idade mínima.

No entanto, é recomendado procurar pelo procedimento somente quando houver algum sinal  de flacidez e marcas de expressão que te deixam insatisfeito consigo mesmo.

 

Busque se informar antes da realização do procedimento facial

Os profissionais que atuam na realização da harmonização facial buscam alertar os pacientes sobre a indispensabilidade de ter cuidados redobrados ao optar pelo procedimento, por parte do profissional e do paciente.

Isso objetiva evitar complicações, a exemplo de alguns casos em que a harmonização facial dá errado devido à inserção, de uma única vez, de uma quantidade excessiva de substância em um único local próximo a uma artéria que seja área de risco.

Nesses casos, é possível que a técnica aplicada obstrua o fluxo sanguíneo no local, gerando uma necrose.

Portanto, para evitar riscos à saúde do paciente, busque por um bom profissional, como o Dr.Enio Leite.

Procure conversar e tirar todas as suas dúvidas para, assim, evitar quaisquer danos e frustrações.

Deixe um comentário